Um dia no Government Digital Services (GDS)

Um dia no Government Digital Sevices (GDS) – Parte 5

02 de janeiro de 2018
 |  Luis Felipe Salin Monteiro

Este post é a 5a parte da série “Um dia no Government Digital Services (GDS)”. Desta vez, vou abordar como a infraestrutura básica oferecida às equipes modela a cultura interna e sufoca ou amplia o potencial de impacto da transformação digital do governo.

 

Caso você também se interesse por outros posts desta série. Veja os outros posts!

 

Em casa de ferreiro… espeto tem que ser de ferro!

 

Olá, está em horário de trabalho neste momento? (mesmo que considere ler este post + lazer do que trabalho)

Então levante a cabeça e olhe em volta

Por acaso você está cercado de divisórias, baias sem personalidade, paredes amarelas ou cinza-opacas e portas (fechadas)? O computador que estás usando é um desktop (computador de mesa), com apenas uma tela? Sua internet normalmente demmooorrrrraaaaaa e não permite acesso à redes sociais (para isso usas o 4G do seu celular)?

Se respondeste sim à pelo menos duas destas perguntas, atrevo-me a adivinhar que trabalhas no governo (federal, estadual ou municipal).

 

Pois é, queremos que as equipes do governo façam o shift para a cultura digital. Que pensem em serviços públicos do século XXI – digital by default, mobile first, open data, social e user centric -, porém, enquanto isso, estas mesmas equipes passam 40hs por semana trancafiadas em um ambiente da década de 1980…

 

Pois bem, o time do GDS entendeu rapidamente que para mudar a cultura era preciso mudar o ambiente do governo. Além de espaços abertos, com cores vivas, onde as equipes se enxergam e interagem, resolveram prover os funcionários com modernos equipamentos (notebooks Apple Macbook Pró, por exemplo) e infraestrutura de ponta.

 

Rascunho automático 20

 

Mike Cotton na equipe de Serviços comuns de tecnologia contou-nos como eles estão ajudando os departamentos a entregar serviços comuns de tecnologia aos servidores públicos. Anteriormente, o governo tinha poucos e grandes contratos para oferta de soluções, o que ocasionava obsolescência e insatisfação dos usuários.

 

Mike comentou que eles estabelecem os padrões para as contratações e trabalham no projeto de iniciativas estruturantes como:

  • Government Hubs, que busca migrar vários órgãos para prédios inteligentes e compartilhados, com a meta de reduzir de 800 para 200 prédios até 2023;
  • GovWifi que criou uma rede wifi compartilhada em mais de 30 prédios do governo com tecnologia de single sign-on, onde os funcionários registram-se uma única vez e passam a usar o wifi rápido e seguro em todos os prédios, sem nenhuma nova configuração;
  • GovPrint (ainda em projeto), que está na versão Alfa para prover serviço de impressão compartilhado em todos os espaços dos órgãos públicos.

 

“É necessário oferecer ferramentas e equipamentos atualizados para que as equipes criem as bases da transformação digital.Os funcionários que vivenciam diariamente tecnologia defasada terão maior dificuldade em adotar o mindset digital. “

Anterior: Governo como plataforma/ Próximo: Pesquisa de usuários

1

Posts Relacionados

Assine nossa revista


POSTS PUBLICADOS

Agencia Mobidick