Observatório de Inovação do Sector Público (OPSI) – Reunião de Paris (Parte 1 de 3)

28 de dezembro de 2016
 |  Coordenação Sustentação DEIOP
Em 13 e 14 de dezembro de 2016, 56 participantes de 29 países, mais a Comissão da União Europeia e a OCDE, participaram da reunião do grupo de Pontos de Contato Nacionais do Observatório de Inovação do Sector Público (OPSI) em Paris. Paralelamente à reunião, foi organizado um workshop com a Comissão Europeia sobre a avaliação de projetos de inovação.
Dado o volume de informações, vou dividir o material em três postagens no blog, sendo esta a primeira e mais resumida. Veja também:


A fonte geral desta postagem é o blog do OPSI, ainda em versão beta: http://beta.oecd-opsi.org/events/december-2016-ncp/ (fechado, fazer contato para obter acesso)
 Fonte: @luisfsmonteiro

Fonte: @pmalta_pt
Os eventos ocorreram na Secretaria-Geral para a Modernização da Ação Pública (SGMAP) do Gabinete do Primeiro-Ministro francês, em Paris.
Fonte: @PeterSmedt
O primeiro dia foi todo direcionado à oficina de co-design de soluções para avaliação de projetos de inovação no setor público, sob a questão-chave: 
“A avaliação de projetos de inovação no setor público é diferente da avaliação de projetos tradicionais de formulação de políticas públicas?” 
Fonte: @OPSIgov
O segundo dia envolveu de forma mais tradicional a reunião dos pontos de contato nacionais do observatório de inovação no setor público, com a seguinte agenda:
  • Sessão 1: Quais são as agendas mais importantes dos países quanto à inovação no setor público? Visão geral das iniciativas e tendências da inovação nos países da OCDE
  • Sessão 2: Construindo um conjunto de ferramentas (toolkit) de inovação do setor público – progresso e próximos passos
  • Sessão 3: Competências para a inovação do sector público
  • Sessão 4: Pensamento sistêmico (Systems thinking) e abordagem sistêmica para os desafios do setor público
  • Sessão 5: Progresso na coleta de dados comparativos para mapear os capacitadores da inovação
  • Sessão 6: Desenvolvimento da plataforma de colaboração OPSI
  • Sessão 7: Como seria uma Semana de Inovação no Setor Público?
Fonte: @OPSIgov
Em resumo, abaixo seguem as ações imediatas e os prazos que os países devem se comprometer.

O mais cedo possível:
  1. Em Paris, em 27 de fevereiro de 2017, será realizado um workshop de disseminação sobre o trabalho de Systems Thinking. Os países são convidados a identificar os gestores públicos e funcionários públicos que possam estar interessados em participar deste evento. Os países podem nomear várias pessoas, o registro antecipado para o evento está aberto, entre em contato com marco.daglio@oecd.org e piret.tonurist@oecd.org
Até 13 de janeiro de 2017:
  1. Os países podem fornecer informações para a atualização da atividade de inovação do setor público, se você deseja incluir algo no documento final
  2. Os países são convidados a fornecer feedback à Secretaria sobre qual é o problema? (Os membros do NCP são convidados a entrar em contato com Alex Roberts diretamente se eles gostariam de discutir o relatório, sua experiência com toolkits ou se eles têm alguma dúvida sobre a abordagem).
  3. Os países são convidados a indicar seu interesse em uma das seguintes quatro áreas:
    • O que considera eficaz em ajudar os funcionários públicos e organizações a se tornarem melhores na utilização de novos métodos?
    • Onde e como o processo de inovação do setor público encontra mais dificuldades no seu país?
    • Quem no seu país está interessado em participar no desenvolvimento e teste do toolkit de inovação?
    • O que espera de um kit de ferramentas de inovação e por quê?
  4. Países solicitados a fornecer feedback sobre o projeto de relatório “De Transacional para Estratégico: Abordagens de Systems Thinking para Desafios do Serviço Público”
  5. Os países são convidados a responder ao mini-questionário sobre capacitadores (skills) da inovação.
  6. Os países são convidados a responder ao questionário para identificar as funcionalidades mais relevantes da nova plataforma de colaboração OPSI

Participantes:

  • Alemanha
    • Holger Sperlich, Director do Governo, Ministério Federal do Interior
  • Austrália
    • Janna Mccann, Gerente Geral BizLab, AusIndustry
  • Áustria
    • Michael Kallinger, Chefe da Unidade de Desenvolvimento Administrativo Inovador, Chancelaria Federal
  • Bélgica
    • Peter De Smedt, Cientista Sênior, DKB Governo de Flandres
    • Philippe Vermeulen, Assessor Principal, Serviço Público Federal – Pessoal e Organização
    • Elke Wambacq, Chefe de Gabinete, Governo Flamengo
  • Brasil
    • Luis Felipe Salin Monteiro, Diretor de Modernização da Administração Pública, Ministério do Planejamento
  • Bulgária
    • Iskren Ivanov, perito-chefe do Conselho de Ministros
  • Canadá
    • Kaili Lévesque, Diretora Política Estratégica, Prioridades e Planejamento, Secretaria do Tesouro do Canadá
  • Chile
    • Consuelo Herrera, Conselheira Jurídica, Missão Permanente do Chile junto à OCDE
  • Dinamarca
    • Maja Brita Hauan, Consultora de Inovação, Ministério das Finanças
    • Lene Krogh Jeppesen, Consultora Sênior, Ministério das Finanças
  • Eslovênia
    • Nina Langerholc Cebokli, Chefe do Gabinete do Ministro, Ministério da Administração Pública da Eslovênia
  • Espanha
    • Begoña Lazaro Alvarez, Assessor Principal de Qualidade, Agência
      Nacional de Avaliação de Políticas Públicas e Qualidade de Serviços
      (AEVAL)
  • Estônia
    • Merilin Truuväärt, Conselheiro, Chancelaria do Estado da República da Estônia
  • Finlândia
    • Arja Terho, Conselheiro Ministerial, Ministério das Finanças
  • França
    • Nicolas Conso, Diretor Adjunto da Intermediária para a Incorporação de Transformações Públicas (SGMAP)
    • Benoit Landau, Chefe de projeto, SGMAP
    • Virginie Madelin, Directrice Interministéria para a Accompagnement des Transformations Publiques (SGMAP)
    • Francoise Waintrop, Adjointe au chef de service, Stratégies interministérielles de modernisation, SGMAP
  • Grécia
    • Nikolaos Archontas, Direcção para as Reformas Organizacionais, Ministério da Reconstrução Administrativa da Grécia
  • Indonésia
    • Natalisa Diah, Adjunta do Serviço Público, Ministério da Reforma Administrativa e Burocrática
  • Irlanda
    • Elizabeth Lyne, Oficial Administrativa, Departamento de Despesas Públicas e Reforma
    • Grace O’Regan, Diretora Assistente do Departamento de Despesas Públicas e Reforma
  • Israel
    • Ayana Adler, Chefe de Política e Relações Externas, Gabinete do Primeiro Ministro
  • Japão
    • Masanari Yashiro, Primeiro Secretário, Delegação Permanente do Japão junto à OCDE
  • Lituânia
    • Rasa Dalia Liutkeviciene, Consultora Principal, Ministério do Interior da República da Lituânia
  • México
    • Maya Camacho, Segundo Secretário, Delegação Permanente do México junto à OCDE
  • Noruega
    • Sissel Kristin Hoel, Conselheira Sênior, Agência de Gestão Pública e Governo Electrónico
  • Países Baixos
    • Frans Van Dongen, Gerente de Programa, Ministério do Interior e Relações do Reino da Holanda
  • Peru
    • Nazmi Küçükyagci, Especialista do Primeiro Ministro, Gabinete do Primeiro-Ministro
  • Portugal
    • Claudia Barroso, Inovação e relações internacionais, Agência para a Reforma dos Serviços Públicos – AMA
    • João Farinha, Conselheiro, Gabinete do Ministro da Presidência e Modernização Administrativa
    • Ministra Maria Manuel Leitão Marques, Ministra da Presidência e da Modernização da Administração
    • Paulo Malta, Conselheiro, Ministro da Presidência e Modernização Administrativa
    • Jaime Quesado, Presidente, ESPAP – Agência Portuguesa de Serviços Partilhados
  • Reino Unido
    • Lisa Jordan, Economista Sênior, Análise e Insight, Gabinete do Gabinete
  • Romênia
    • Radu Iacob, Couselor, Chancelaria do primeiro ministro
  • Suécia
    • Jonny Ivarsson Paulsson, Gerente de Programa, VINNOVA
  • Tailândia
    • Chotima Sanguanphant Wechaporn, Oficial de Desenvolvimento do Setor Público, Comissão de Desenvolvimento do Setor Público
  • Comissão Européia
    • DG Pesquisa e Inovação
      • Sammy Bettiche, Analista de Políticas
    • Centro Compartilhado de Pesquisas
      • Emanuele Ciriolo, Analista de Políticas, EU Policy Lab
      • Emanuele Cuccillato, Analista de Políticas, EU Policy Lab
      • Ian Vollbracht, Chefe Adjunto da Unidade, Modelagem do CCI
  • OCDE
    • OPSI
      • Jamie Berryhill, Analista de Políticas – Revisão Global de Inovação
      • Marco Daglio, Gerente de Projetos
      • Cezary Gesikowski, Gerente de Plataforma OPSI
      • Matt Kerlogue, Analista de Políticas – Competências e capacidades lideram
      • Alex Roberts, Analista de Políticas – Ciclo de vida da inovação e guia de ferramentas
      • Piret Tonurist, Analista de Políticas – Pensamento sistêmico e liderança de medição
    • Outros
      • Rolf Alter, Diretor de Governança Pública e Desenvolvimento Territorial
      • Daniel Gerson, Gerente de Projetos, Reforma do Setor Público
      • Edwin Lau, Chefe de Divisão, Reforma do Sector Público
Fonte: @OPSIgov

Posts Relacionados

Assine nossa revista


POSTS PUBLICADOS

Agencia Mobidick