Quer mais liberdade econômica? Bitcoin pode ser uma saída

30 de novembro de 2016
 |  Coordenação Sustentação DEIOP
Pra quem não sabe, Bitcoin é uma criptomoeda que não existe fisicamente, só na internet, e não é regulada pela governo (nem por ninguém)! É considerada muito segura, pois sua contabilidade é atestada por toda a rede, por meio do Blockchain. Meio complicado, né? Nós já falamos um pouco sobre Bitcoin neste post aqui. Lê lá que dá pra entender um pouco melhor.
Enfim, agora vamos falar de como o Bitcoin tem sido usado na prática, principalmente na América Latina, onde existe muito protecionismo. 
1) Contornando controles monetários
Bitcoin é uma alternativa à moeda do país. Na Venezuela, onde tem havido escassez de comida, as pessoas têm usado bitcoins para comprar comida em sites americanos como Walmart.com e Amazon. Por esse meio, o governo não tem como controlar a entrada e saída de dinheiro do país.
2) Contornando taxas e impostos
No Brasil paga-se 6,38% de IOF na compra de moedas estrangeiras ou em compras realizadas no exterior. Quando se usa Bitcoin, não há incidência de qualquer imposto. 
OBS: Não estou aqui defendendo a evasão fiscal, que se
caracteriza pelo uso de meios ilícitos para evitar o pagamento de taxas.
O uso do Bitcoin pode se caracterizar como elisão fiscal, que usa meios
legais para diminuir o peso da carga tributária.
3) Eliminando a burocracia
Através do Blockchain é possível confirmar a veracidade de documentos como certidões de nascimento e outros sem a necessidade de cartórios. Isso facilita muito a vida de quem quer abrir uma empresa, etc.
Assista ao vídeo abaixo para ver mais exemplos e entender um pouco mais:                      

0

Posts Relacionados



0 Comentários

Deixe um comentário:

INOVAGOV

Assine nossa revista


POSTS PUBLICADOS

Agencia Mobidick