O Laboratório de Inovação na gestão do governo do estado do Espírito Santo - LAB.ges

O Laboratório de Inovação na Gestão do Governo do Estado do Espírito Santo – LAB.ges

28 de dezembro de 2017
 |  Marilia Assis

Os problemas enfrentados pelo setor público estão cada dia mais complexos e demandam dos governos novas formas de gestão, mudanças organizacionais, revisão nos processos de trabalho, modernização do aparato legal, ou seja, um processo permanente de inovação em gestão e um programa continuado de capacitação para seus servidores. As mudanças trazidas pela globalização e pela economia centrada no conhecimento estão impactando as organizações governamentais em todos os níveis e setores. A sociedade moldada por esses fenômenos tende a se tornar, a cada dia que passa, mais veloz, reivindicativa, plural e diversa.

Para que os governos mantenham sua capacidade de coordenação nesse novo quadro, torna-se imperioso enxergar essas mudanças. Neste sentido, diversas organizações em vários setores, tanto no âmbito nacional quanto internacional, estão desenvolvendo ações no sentido de fomentar a inovação na administração pública.

A equipe de inovação da Secretaria de Gestão e Recursos Humanos do Espírito Santo (SEGER) realizou pesquisas sobre essas ações e os laboratórios de inovação em governo chamaram a atenção, sobretudo por terem enorme potencial para agregar diferentes temáticas e atores, além de apresentarem diversas metodologias inovadoras, experimentais e colaborativas.

Inspirada por visitas virtuais a diversos laboratórios de governo pelo mundo (Reino Unido, França, Holanda, Chile, Dinamarca, EUA, dentre outros países) e pelas visitas presenciais ao G.Nova, em Brasília, e ao iGovSP, MobiLab e LabProdam, em São Paulo, a Subsecretaria de Inovação na Gestão (SUBGES) criou o Laboratório de Inovação na Gestão – LAB.ges, uma iniciativa que tem como objetivo promover a inovação na gestão pública, transformar cultura e desenvolver soluções para resolver desafios do Governo. Trata-se de um ambiente criado para estimular e desenvolver atitudes empreendedoras e fomentar a utilização de ferramentas e metodologias inovadoras para a solução de problemas complexos.

O LAB.ges foi estruturado com três focos principais:

  • Criação de ambiente para a inovação;
  • Promoção de uma cultura de inovação;
  • Viabilização de soluções inovadoras para a gestão.

AMBIENTES PARA A INOVAÇÃO

O LAB.ges propõe espaços físicos e virtuais que estimulem a criatividade dos servidores e os convidem a pensar ‘fora da caixa’, realmente fora de seus ambientes tradicionais de trabalho. O ambiente físico consiste em uma sala no mesmo edifício da SEGER equipada com móveis, cores e recursos diferentes do que tradicionalmente se observa nos setores dos órgãos do governo do estado do ES. Neste local, podem ser realizadas reuniões com a mediação da equipe do Laboratório ou por qualquer equipe que tenha interesse em trabalhar nesse ambiente diferenciado.

Já o ambiente virtual é composto pelo site do LAB.ges (http://labges.es.gov.br/) e pela página do Facebook (https://www.facebook.com/labges/), ambos criados para potencializar a comunicação das atividades do laboratório e a participação do maior número possível de pessoas em todas as suas iniciativas.

CULTURA DE INOVAÇÃO

No âmbito da promoção de uma cultura de inovação, há cinco iniciativas estruturadas, com foco na realização de eventos e capacitação para os servidores:

  1. Meetup.Gov
  2. Cinedebate.Gov
  3. Inoves 2.0
  4. Inovaday
  5. LAB.Esesp

Os MEETUP.GOV são eventos informais nos quais são tratados temas diversos relacionados à inovação, por servidores, convidados e autoridades nos assuntos abordados. Eles complementam as vivências experimentadas nos ambientes de inovação do LAB.ges, físico e virtuais, bem como a dos cursos oferecidos na ESESP, nossa escola de governo. Os Meetups também têm o objetivo de capacitar, mas fora do formato tradicional de sala de aula, pois são oportunidades de conversas e trocas de experiências, que facilitam as conexões e o networking.

O CINEDEBATE.GOV é uma iniciativa que, como o próprio nome diz, promove o encontro de servidores para um filme ou produção audiovisual de temática relacionada aos desafios da gestão e do setor público em sua missão de atender às necessidades e anseios da sociedade, seguido de debate com especialistas e outros convidados. A ideia é enriquecer o espectro de referências e histórias para inspirar a atuação do servidor e também proporcionar momentos de ócio criativo no tempo de trabalho.

O Prêmio INOVES, Programa realizado com sucesso por 12 anos no ES com o objetivo de reconhecer e premiar resultados concretos de projetos inovadores, se apresenta também no escopo do LAB.ges, porém em novo formato, o INOVES 2.0. Em sua reformulação, o objetivo do Programa passa a ser, além de reconhecer e premiar projetos com resultados concretizados, identificar, premiar e apoiar, técnica e financeiramente, ideias e projetos ainda em fase de implementação com alto potencial de inovação. O primeiro ciclo do novo formato será lançado no início de 2018, com premiação prevista para o segundo semestre do mesmo ano.

O INOVADAY é um encontro mensal realizado pelo iGovSP. Cada evento conta com a participação de palestrantes especializados em gestão do conhecimento e inovação que abordam temas variados. O LAB.ges é parceiro da iniciativa e retransmite ao vivo todas as suas edições em seu ambiente físico.

O LAB.ESESP, com capilaridade que garante a possibilidade de participação de todos os servidores do Governo do estado, servidores dos municípios capixabas e também de membros da sociedade civil organizada, é o eixo de inovação da Escola de governo do Estado do Espírito Santo (ESESP). A ESESP oferece, em parceria com o LAB.ges, uma trilha de aprendizagem cuja abordagem criativa e diferenciada busca aprimorar nos servidores os conhecimentos, habilidades e atitudes necessários para impulsionar a inovação no governo.

SOLUÇÕES INOVADORAS

Quando focado na viabilização de soluções inovadoras para a gestão, o LAB.ges apresenta quatro ações principais:

  1. HUB.ges
  2. Plataforma de Talentos
  3. Escritório de Processos
  4. Caixa de Ferramentas

O HUB.GES é a ação para suporte técnico e metodológico às ideias e aos projetos identificados nos diversos ambientes e momentos de vivencia da inovação. Sua principal função é compor arranjos específicos (recursos humanos, materiais, metodológicos, etc.) para dar o apoio necessário ao desenvolvimento de cada iniciativa identificada pelo LAB.ges como objeto de sua ação. Assim, com o apoio de parceiros de todo o Governo e também do setor privado, universidades e ONGs, novos projetos serão criados e projetos já testados poderão ganhar escala e ser disseminados e replicados.

A PLATAFORMA DE TALENTOS, em fase de implementação, será a ferramenta utilizada para identificar potenciais parceiros para as atividades do LAB.ges entre os servidores. Com a possibilidade de anunciar seu interesse e suas competências para contribuir em ações de inovação, os servidores poderão também se conectar e fortalecer a rede de inovação do Governo do ES.

O ESCRITÓRIO CENTRAL DE PROCESSOS do Governo do ES atua na disseminação da cultura do Gerenciamento de Processos a partir da criação de uma rede de Escritórios Locais nas diversas Secretarias e Autarquias do Estado. Os Escritórios Locais têm a missão de administrar, dar suporte e fomentar iniciativas de Gerenciamento de Processos (BPM – Bussiness Process Management) no âmbito do seu órgão, sob a supervisão e mentoria do Escritório Central, com vistas a automatizar os seus processos.

A CAIXA DE FERRAMENTAS é um conjunto de métodos e abordagens para livre acesso de todos os servidores, com vistas a subsidiar seu trabalho a partir da disponibilização de referencial teórico e instrumental sobre inovação. Buscamos sempre conectar os servidores ao rico material disponibilizado por reconhecidas instituições, tais como Tribunal de Contas da União – TCU e Mindlab.

Algumas peculiaridades do projeto impuseram desafios que a equipe do LAB.ES tratou de enfrentar com ousadia e coragem. Abaixo, destacamos alguns deles:

  • Dificuldade na compra de materiais para aplicação de metodologias e ferramentas inovadoras e colaborativas, muito diferentes do que se está habituado a adquirir na SEGER (post-its e fitas adesivas coloridas, cortiça, lego, tinta para preparação de paredes de lousa, e materiais para prototipação);
  • Resistência em relação a gastos com reforma da sala, decoração e plano de comunicação visual para um ambiente propício à criatividade e inovação no laboratório físico;
  • Resistência de alguns servidores com medo da mudança, em oposição à motivação com o diferente e novas possibilidades;
  • Necessidade de sensibilizar a alta e média gestão para as dificuldades em cobrar uma postura de resultados dos servidores quando eles não são estimulados ou são impedidos de participar de atividades diferentes das suas rotinas;
  • Falta de estrutura adequada para a inovação e criatividade: redes sociais bloqueadas, baixa qualidade de conexão, ambientes antiquados cheios de pilhas de papel e processos, etc.

A experiência da implantação do LAB.ges é relativamente curta, mas já deixa algumas lições aprendidas desse processo colaborativo e da utilização do modelo disruptivo trazido pelo enfoque experimental dos laboratórios de inovação.

O formato de Laboratório, por seu enorme potencial em agregar diferentes temáticas, atores multisetoriais, metodologias inovadoras, experimentais e colaborativas de gestão, se mostrou um modelo bastante dinâmico e pertinente para solucionar os problemas do Governo.

Os obstáculos identificados estão sendo enfrentados e paulatinamente vencidos, principalmente os que representam quebra de paradigmas e posturas tradicionalmente estabelecidas e cristalizadas que já não condizem com o novo cenário em que vivemos. Essa postura de convencimento e enfrentamento construtivo, de proposição e construção colaborativa do novo é o que se espera, enfim, de uma área de inovação na gestão pública atuante.

Por fim, foram fatores críticos de sucesso para a implantação do LAB.ges o apoio da alta gestão, que acreditou e investiu nesse projeto inovador, tanto em sua forma, quanto em seu conteúdo; a escolha do modelo de laboratório, com formato dinâmico que permite abarcar as diferentes ações setoriais e promover a sinergia entre elas, otimizando esforços e potencializando resultados; e o comprometimento da equipe e de outros atores envolvidos, somando seus conhecimentos e promovendo trocas e aprendizado contínuo.

Temos a convicção de que os primeiros passos foram dados e de que estamos no caminho certo. Mas a caminhada ainda é longa e, para que siga sendo uma caminhada de sucesso, a participação ativa na Rede Inovagov e a interação permanente e construtiva com os demais membros será fundamental e muito enriquecedora.

4

Posts Relacionados



4 Comentários

Deixe um comentário:

Assine nossa revista


POSTS PUBLICADOS

Agencia Mobidick