Na terra do Lego - parte 2 1

Na terra do Lego – parte 2

05 de abril de 2018
 |  Luanna Roncaratti

Durante duas semanas, eu e alguns colegas brasileiros (além de colegas de vários países) tivemos a feliz oportunidade de participar do curso  “Entrepreneurship, Innovation and Value Chains”, oferecido pelo Ministério das Relações Exteriores da Dinamarca, e pudemos conhecer um pouquinho da cultura inovadora desse país incrível.

Na terra do Lego - parte 2 2

Ao longo do curso, foram apresentadas metodologias e ferramentas voltadas para a estruturação de projetos e negócios inovadores, como businness model canvas e cadeias de valor. Além disso, visitamos vários projetos que trouxeram ideias interessantes e reforçaram a relevância de promover a inovação também no setor público.

Conhecemos projetos de grandes empresas, como a “Grundfos”, voltada a pensar soluções e desenvolver projetos relacionados à água para o mundo inteiro. Já pensou, por exemplo, na reutilização total de água? Eles já têm soluções para tratar a água uma vez utilizada e permitir o seu reuso em nível local e industrial, por exemplo. Já pensou em oferta de água tratada em regiões sem água encanada em uma espécie de caixa eletrônico ou ATM? Eles já oferecem esse serviço no Quênia e no Vietnã!

Também pudemos conhecer projetos de pequenas empresas, mas igualmente transformadores e diferenciados. Conhecemos a “Farm Mountain Coffee“, empresa de torra e processamento de café, que desenvolve projetos sociais de empoderamento dos produtores em Uganda, Quênia, Malawi e outros países. Tivemos a oportunidade de conhecer o “Mind the Future”, projeto desenvolvido em escolas para incentivar o empreendedorismo e a inovação desde cedo nas crianças.

Também conhecemos o projeto da cidade de Arhus, a segunda maior cidade da Dinamarca, que elaborou uma estratégia diferenciada para lidar com a mudança climática, envolvendo desde soluções tecnológicas para reduzir a emissão de CO2, até participação social e a cooperação com a comunidade empresarial e escolas.

Conhecemos ainda alguns projetos relacionados a startups, pequenas empresas e o relacionamento entre universidade e a comunidade empreendedora. Em Copenhage, visitamos a “SMEdenmark – Danish Federation of Small and Medium-Sized Enterprises”, que tem como missão aprimorar as condições de negócios no país para as pequenas e médias empresas. Conhecemos também uma comunidade e espaço de coworking para startups e negócios nascentes inovadores, a KPH, onde conversamos com vários empreendedores e conhecemos seus modelos de negócios.

Na terra do Lego - parte 2 4

Em Horsens, visitamos a Vitus Bering Innovation Park e a Via University College, onde foi bastante enfatizada a importância da colaboração entre iniciativas educacionais e a comunidade empresarial. As iniciativas, em geral, incentivam o empreendedorismo e apoiam os empreendedores a implementarem algo novo, com visão global, e útil para a comunidade.

Ao final, conhecemos o Agro Food Park, Aarhus. Trata-se de um ambiente de inovação aberta, que reúne empresas, instituições de pesquisa e educação, com foco em desenvolver inovação e crescimento no setor alimentício no país, que é bastante relevante para a economia dinamarquesa. Ali ouvimos sobre ferramentas de gestão e soluções voltadas para a produção de alimentos,  incluindo as tendências tecnológicas para o setor, como big data.

Passar esses dias na Dinamarca foi uma experiência muito bacana e inspiradora. Pudemos conhecer muitos projetos diversos, de grandes e pequenas empresas, públicos e privados. Apesar de diferentes, todos os projetos tinham um ponto muito relevante em comum: todos eles dispõem de cadeias de valor bem estruturadas e apresentam uma preocupação global evidente, seja ambiental ou social. Ou seja, todos eles buscam gerar valor, gerar utilidade para a comunidade em que estão inseridos, mas também melhorar de alguma forma o mundo.

Voltamos cheios de ideias e, principalmente, de esperança em relação ao potencial transformador da inovação e do pensamento criativo no nosso dia a dia, principalmente no setor público.

2

Posts Relacionados

Assine nossa revista


POSTS PUBLICADOS

Agencia Mobidick