Gestão por inteligências

19 de maio de 2016
 |  Coordenação Sustentação DEIOP
Publicado em fevereiro deste ano, o livro de Cristiano Trindade de Angelis, professor e analista de  planejamento e orçamento do MP, trata de como a gestão por inteligências proporciona autonomia, domínio e propósito na busca de uma vida com mais significado.

A crise de confiança e a crise econômica vêm revelando a importância da inclusão da sociedade no relacionamento entre o Estado e o mercado com objetivo de aumentar a efetividade das políticas públicas e passar do olhar jurídico no combate à corrupção para mudança da cultura ética da nação. Como a cultura nacional tem forte impacto nas decisões do governo, o livro apresenta, além de práticas modernas de gestão, como a Inteligência Organizacional, uma proposta de refinamento cultural para inserção do Brasil na Sociedade do Conhecimento. Esta inserção, proporcionada por fortes crises e a tão esperada internacionalização do país, é o alicerce para adotar a gestão por inteligências no setor público. 


A Gestão por Inteligências, definida como a capacidade de compreender, desenvolver e gerenciar as inteligências racional, cultural, emocional e espiritual de uma forma integrada, tem o potencial de mudar os modelos mentais das pessoas, em particular dos servidores públicos. Além da necessidade de conectar as informações e lidar com modelos complexos (inteligência racional), o agente público necessita saber gerir suas emoções e ser motivado (inteligência emocional), necessita aprender com outras culturas por comparação e se adaptar às mudanças (inteligência cultural) e necessita desenvolver uma visão grande de mundo para encontrar significado no amor, no trabalho e na coragem (inteligência espiritual).

Para mais informações, visite o site: https://www.chiadoeditora.com/livraria/gestao-por-inteligencias

Posts Relacionados

Assine nossa revista


POSTS PUBLICADOS

Agencia Mobidick