Ei, você, vamos falar sobre custos?

05 de dezembro de 2017
 |  Rafael Furtado

Iniciaremos uma série de pequenos posts para apresentar uma ferramenta de levantamento de custos advindos da oferta de um serviço público, sejam custos do cidadão/usuário, como foco principal do serviço, sejam do próprio órgão responsável por sua oferta.

O Departamento de Modernização da Gestão Pública – Inova, do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, tem aproveitado a oportunidade gerada pela política de transformação digital de serviços públicos para auxiliar os órgãos que vem aderindo à política a construírem um modelo de negócios. Este modelo é representado por um tripé: custos do cidadão/usuário, custos do órgão e investimento no projeto de transformação.

O modelo busca estimar como ficarão os custos após a transformação digital, proporcionando transparência à ação governamental e clareza quanto à economia gerada pela política e quanto ao prazo de retorno sobre o investimento realizado.

Se você quer convencer a alta administração da viabilidade de um projeto, o modelo de negócios pode ser uma excelente forma de fazê-lo.

Vamos começar?

Apresentaremos a seguir um resumo representado por pequeno infográfico. Nos próximos posts aprofundaremos o tema, demonstrando as origens do modelo, discutindo a adaptação feita para o caso brasileiro e trazendo exemplos dos casos em que o modelo tem sido aplicado.

Não perca as próximas edições! Até breve!

Agora, se você já está curioso para conhecer um pouco mais sobre a metodologia do modelo de custos para o usuário, acesse: https://goo.gl/QXaHp3

Ei, você, vamos falar sobre custos?

1

Posts Relacionados



1 Comentário

Deixe um comentário:

Assine nossa revista


POSTS PUBLICADOS

Agencia Mobidick