Rascunho automático 7

Cuidado com os designs inovadores!

31 de outubro de 2017
 |  Izabel Garcia

Olha que ideia genial: pintar a faixa de pedestres em 3D para forçar a parada de motoristas, visando a diminuir os acidentes de trânsito!

Bom, pelo menos à primeira vista é genial. Mas, pouco depois, várias perguntas me vêm à mente: será que não corremos o risco de gerar mais acidentes com a parada brusca de motoristas? Será que após o mesmo motorista passar pela faixa algumas, ela ainda tem o mesmo efeito? E se o trânsito na via piorar muito com frequentes e desnecessárias paradas de carro (via de regra, a gente só para na faixa se tiver alguém atravessando).

E por que eu estou falando disso? Há algumas semanas grafiteiros pintaram 4 dessas faixas em Primavera do Leste, cidade localizada em Mato Grosso. Mas eles não foram pioneiros nisso. Aparentemente, a iniciativa já foi realizada em outros países, como Islândia, Índia e China.

O que me incomoda é que, em rápida pesquisa no Google (confesso que não cavuquei muito), não consegui encontrar dados sobre o resultado dessa política. Imagino (espero!) que a prefeitura da cidade tenha estudado isso antes de decidir implantar a medida. De qualquer forma, o resultado positivo em um país não implica o mesmo resultado em outro, pois a diferença entre as culturas tem um papel fundamental no sucesso ou fracasso das políticas públicas. Como tudo nessa vida, a gente precisa testar!

Enfim, estou só problematizando aqui… rs! Mas que a ideia é legal, é! Espero que eles estejam medindo tudo direitinho para que, se der certo, possamos copiar o modelo em outros lugares do país!

 

 

 

Posts Relacionados



2 Comentários

  • Rodrigo Narcizo
    Rodrigo Narcizo disse:

    É uma reflexão bem interessante, Izabel. O design realmente inovador é que aquele que é centrado nas pessoas, para resolver problemas reais das pessoas.

    Acidentes de trânsitos são um problema real, mas o valor de uma inovação é sempre dado pelo público-alvo impactado, jamais pelo criador da ideia. São os pedestres e motoristas que precisam dizer se as faixas 3D são realmente efetivas para elas. Como você bem disse: “como tudo nessa vida, a gente precisa testar!”

Deixe um comentário:

Assine nossa revista


POSTS PUBLICADOS

Agencia Mobidick